Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Évora: Município aprova candidatura ao PAEL para empréstimo de 32 milhões

25.09.12 | barak
A Câmara de Évora aprovou uma candidatura ao Programa de Apoio à Economia Local para pagar dívidas de curto prazo.

O empréstimo junto do Estado ascende a cerca de 32 milhões de euros, mas metade da verba, cerca de 16 milhões de euros, vai diretamente para a empresa Águas do Centro Alentejo.

José Ernesto Oliveira diz-se revoltado com a situação, alegando que o município “está a tentar resolver, desde há dois anos, a total insustentabilidade da continuidade” no sistema intermunicipal gerido pela Águas do Centro Alentejo.

Contudo, o autarca disse que, com os outros 16 milhões de euros, o município vai “pagar todas as faturas que estão em atraso até 31 de março de 2012”.

Os vereadores da CDU votaram contra a candidatura, porque consideram o empréstimo “não vai resolver nenhum dos problemas do município”.

Mais de metade do dinheiro vai para as mãos da Águas do Centro Alentejo e não entra sequer na economia local”, disse o vereador Eduardo Luciano, acrescentando, por outro lado, que “estão de fora dos pagamentos as dívidas às freguesias, aos agentes culturais, desportivos e sociais e as resultantes das expropriações para a construção da via de cintura interna”.

Já o vereador do PSD António Dieb absteve-se na votação, por entender que o empréstimo junto do Estado é “inevitável”.

É a única solução para pagar 16 milhões de euros à Águas do centro Alentejo e 16 milhões de dívidas a fornecedores que há tantos anos esperam e desesperam por estes pagamentos por serviços já antes prestados”, disse.

A candidatura ao Programa de Apoio à Economia Local vai ainda ser submetida à aprovação na próxima reunião da Assembleia Municipal, marcada para sexta-feira.