Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Universidade de Verão do PS arranca hoje em Évora com "erros" do Governo na "mira"

30.08.12 | barak

Com mais de 100 participantes, a Universidade  de Verão do PS arranca hoje, em Évora, para refletir sobre "os erros" do  atual Governo e propor alternativas à sua política de "austeridade a qualquer  custo" e de "cortes cegos". 

 

A iniciativa, que vai ser encerrada pelo secretário-geral socialista,  António José Seguro, no domingo, tem lugar num momento em que a equipa da  "troika" está em Portugal, para a quinta avaliação sobre o cumprimento do  programa de assistência ao país. 

Questionado pela Agência Lusa, Álvaro Beleza, do Secretariado Nacional  do PS, reconheceu que a avaliação da "troika" (Comissão Europeia, Banco  Central Europeu e Fundo Monetário Internacional) não vai passar à margem  do evento. 

Mas, alertou, os técnicos da "troika" só "vêm cá a Portugal avaliar  se estão a ser cumpridas as metas ou não", porque "quem decide não são aqueles  três senhores que a gente vê na televisão". 

Portugal, neste momento, salientou, tem um Governo "que segue as diretrizes  da senhora Merkel", dizendo que existe "uma ideia de destruir o estado social  europeu, à boleia de uma crise financeira grave e orçamental dos Estados  soberanos". 

"E cá está-se a tentar também, através do memorando que foi assinado,  ir para além desse memorando" e usá-lo como 'desculpa', até porque "esta  'troika' tem já costas muito largas", criticou. 

O caminho dos socialistas para o país, disse, "não é austeridade a qualquer  custo, não é destruir tudo cegamente, não são cortes cegos, a torto e a  direito". 

"Tem que se ter atenção" ao "estado social que nós temos", na Europa  e em Portugal, porque se trata de "avanços civilizacionais absolutamente  notáveis" que "não se podem agora desbaratar", defendeu. 

Estas são algumas questões, do país e da Europa, a debater ao longo  dos quatro dias, sendo também um dos pontos centrais da reflexão a necessidade  de crescimento económico do país. 

"Sem a economia a crescer, nada será possível", frisou Álvaro Beleza,  considerando esta tarefa "absolutamente prioritária", mas argumentando que  não está a ser cumprida pelo Governo. 

Segundo o dirigente, "os portugueses têm cumprido a austeridade, as  empresas portuguesas estão a exportar muito mais, os empresários portugueses  estão a trabalhar melhor". 

"Há aqui um esforço. O Governo é que não tem cumprido a parte dele porque,  de facto, não está a cumprir do ponto de vista orçamental e há problemas  graves", acusou. 

O discurso de abertura da Universidade de Verão é proferido, ao final  da tarde, pela eurodeputada Edite Estrela, presidente da Delegação dos Socialistas  Portugueses no Parlamento Europeu. 

Os professores Viriato Soromenho Marques, Sandro Mendonça, Adelino Maltez,  António Costa e Silva ou Maria Carmo Fonseca são alguns dos oradores, dos  vários painéis agendados.  

A marcar presença vão estar também os eurodeputados do PS Elisa Ferreira,  Correia de Campos, Vital Moreira e Ana Gomes, o secretário-geral da UGT,  João Proença, e a ex-ministra Maria João Rodrigues, entre outros intervenientes.

Lusa