Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Parque fotovoltaico da Glintt arranca em 2012 em Évora

10.10.11 | barak

Empresa investe quatro milhões de euros num parque com capacidade para produzir um ‘megawatt’.

A Glintt - Global Intelligent Technologies, que resultou da fusão da Pararede com a Consiste, está a investir quatro milhões de euros em Évora, na criação de um parque fotovoltaico com 2.880 painéis e uma capacidade de produção eléctrica de um ‘megawatt' (MG), avançou o presidente-executivo da empresa, Manuel Mira Godinho, ao Diário Económico.

O projecto da tecnológica, feito através da participada a 100% Glintt Energy, com sede em Évora, "deverá estar concluído e a operar dentro de doze meses", garantiu Manuel Mira Godinho. "A totalidade da electricidade produzida vai ser vendida à EDP", adianta o mesmo gestor. "Todo este processo começou há cerca de um ano. Está feita toda a parte de engenharia e estamos agora na fase final de análise da estrutura do solo, com estudos mais detalhados e a fazer a terraplanagem", explica Manuel Mira Godinho.

O novo parque da Glintt fica a alguns quilómetros do Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo, num antigo aterro sanitário. "Ao mesmo tempo, este investimento serviu para reabilitar um terreno que estava poluído", refere o mesmo responsável.

Sobre a possibilidade de a empresa vir a realizar novos investimentos na produção de energia, Manuel Mira Godinho garante apenas que, "para já, não há nada preparado, porque tudo depende dos concursos públicos lançados para a produção e esses não têm sido lançados".