Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Feira de São João - Évora

17.06.11 | barak
Santo António já se acabou…
  
Andreia Melo
  
… São João! São João! São João! Reza a História que a primeira Feira de São João a ter lugar em Évora data de 24 de Junho de 1569. Quase cinco séculos depois, a cidade ainda homenageia este santo naquela que é uma das mais importantes festas populares a sul do país.
  
Entre 23 de Junho e 3 de Julho, Évora está com as atenções voltadas para a Feira de São João - Festas Populares da Cidade. No Rossio de São Brás, às portas da cidade, foi montada a já familiar tenda. São 30000 metros quadrados de diversão garantida.
  
Festejar como alentejano 

Nestas festas populares, sacia-se corpo e mente. Comecemos pelo corpo. Os visitantes podem comer e beber nas tasquinhas do recinto o que de melhor se encontra no Alentejo. Acompanhe um pão cozinhado em forno de lenha com um enchido à sua escolha, molhe-o num azeite regional ou saboreie-o com uma fatia de queijo de ovelha. Escolha o petisco que escolher, é imperativo que experimente um dos vinhos da região. O concelho de Évora é, nessa categoria, privilegiado, já que quem faz as honras da casa são néctares como o Cartuxa, o Pêra-Manca e o Cerca Nova. Mas nem só de bebidas alentejanas se faz o certame. Passe pelo Cantinho da Poncha para ver do que falamos… 

De estômago cheio, aproveite para conhecer as várias mostras de artesanato da região que compõem o recinto. Se gostar de algo, compre. Pode escolher entre peças de cerâmica, capotes, móveis típicos do Alentejo ou trabalhos em cortiça. 
  
A programação da festa conta ainda com peças de teatro de rua, exposições pontuais, touradas, eventos de circo e outras animações diversas. 

Mudam-se os tempos...

Os ingredientes que não podia deixar de faltar às festas populares são os arraiais e o merecido bailarico. Este ano há novidades… Na noite de 24 de Junho decorre no pavilhão um concurso de djs que (e)levam o bailarico a outra categoria. Sobem ao palco a partir das 21.30 horas, no Espaço Jovem, vários concorrentes. Música tradicional portuguesa é igualmente garantida nos restantes dias do evento. 

Para quem preferir outras artes, pode sempre espreitar o ciclo de curtas-metragens que terá lugar no certame durante toda a Feira.