Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Évora Shopping começa a ser construído em Julho

27.05.11 | barak

A Imorendimento e a MadfordDevelopments, que através da joint-venture EVRET estão a promover o conjunto comercial Évora Shopping, irão dar início à construção da fase final deste projecto -a componente de centro comercial – em Julho, após a inauguração do retail park. Os projectos de arquitectura, urbanismo e arquitectura paisagista são assinados pela Broadway Malyan.

De acordo com a Imorendimento, o empreendimento ficará concluído na Primavera de 2013, com a abertura ao público do centro comercial, tendo envolvido um investimento global de 60 milhões de euros e representando um forte contributo para a dinamização do tecido económico, social e comercial da cidade de Évora.

O complexo comercial promovido pela EVRET localiza-se “numa das únicas áreas de influência do país ainda por explorar omaç\ao da oferta comercial para os hanitantes, que normalmente optam por se deslocar em longas distestacaís ainda por explorar em termos de oferta comercial integrada, qualificada e moderna”. Por isso mesmo, o projecto “tem despertado um enorme interesse quer entre as forças económicas e entidades públicas da cidade, quer entre os habitantes locais, que nele têm reconhecido a capacidade de estimular a economia local, com a dinamização do consumo e do emprego; uma oportunidade para a revitalização do comércio regional; bem como uma nova via de acesso a um retalho moderno e diversificado para consumidores que actualmente não dispõem deste tipo de oferta nas zonas mais próximas”.

Com as obras do retail park e respectivas infra-estruturas complementares concluídas, os promotores agendaram para o próximo mês de Julho a inauguração dessa componente, que integrará uma Área Bruta Locável (ABL) de aproximadamente 6.000 m2.

A ImorendimentoActiveServices, empresa do universo Imorendimento, e a consultora imobiliária global Cushman & Wakefield (C&W) são as entidades responsáveis pelo trabalho de comercialização do retail park. A C&W é também a empresa responsável pela gestão da construção do projecto.

Segundo a Imorendimento, após a abertura do retail park, serão iniciados os trabalhos de construção do centro comercial Évora Shopping, com uma duração prevista de 18 a 20 meses. “Esta componente, que se configura com a última fase de desenvolvimento do conjunto comercial de Évora, contempla uma ABL de 16.500 m2 e cerca de 60 lojas, que estarão distribuídas ao longo de dois pisos”.

Anthony Henry Lyons, diretor-geral da MadfordDevelopments justifica este sucesso pela localização do projecto: “Implantado numa das poucas áreas em Portugal onde existe uma lacuna de espaços comerciais modernos, o Évora Shopping vem responder a uma real necessidade de mercado e, apesar da conjuntura económica actual, estamos confiantes quanto à viabilidade e ao sucesso deste investimento imobiliário”.

Luís Mesquita, director comercial da ImorendimentoActiveServices, sublinha que “apesar de ainda não termos iniciado o período de comercialização, temos registado já uma animadora procura, quer por parte de operadores nacionais quer internacionais, o que traduz o elevado interesse que este projecto está a suscitar junto dos principais players do retalho”. A manifestação de intenções estende-se também aos actores locais que “nos têm contactado no sentido de fazer parte deste projecto, que irá dinamizar a economia, criando postos de trabalho e melhorando a oferta de retalho e de lazer em Évora” acrescenta.

Sandra Campos, partner e directora do departamento de retalho da Cushman & Wakefield, refere que “Temos seguido um calendário conservador e seguro no lançamento deste projecto. Foi realizado um trabalho de redefinição e optimização dos layouts, o que nos permite hoje dizer que temos um projecto com o posicionamento e dimensão adequados à área de influência de Évora. Não temos qualquer dúvida quanto ao sucesso deste projecto.

O projecto de arquitectura é da autoria da multinacional Broadway Malyan, “que desenvolveu um conceito moderno e atrativo, com a preocupação de integração harmoniosa na paisagem da região”. A BM desenhou um edifício para o Centro Comercial que se implanta “numa zona com significativa visibilidade desde o exterior e constitui por si uma oportunidade de se criar uma frente construída de maior interesse urbano, capaz de contribuir para o incremento da qualidade arquitectónica do construído naquela área”, sublinha a mesma fonte.

Segundo Margarida Caldeira, directora da Broadway Malyan “a elaboração do projecto teve em consideração esse papel de charneira do edifício, entre o tecido urbano próximo e o restante território envolvente, ainda por desenvolver. Assim, optou-se por dotar o edifício de um conceito arquitectónico que pudesse formar um elemento de transição entre estas duas realidades – criou-se um elemento marcante que atravessa o empreendimento, uma “muralha” ao longo de todo o Centro Comercial e que terá continuidade no Retail Park onde constituirá a fachada do edifício.” Entre os materiais privilegiados contam-se as madeiras, vidro, pedra e o recurso a elementos de sombreamento que se destacam no perfil do edifício.

Localizado na área industrial de Almeirim, o conjunto comercial Évora Shopping integra o retail park e o centro comercial, além de um stand alone operado pela marca IZI (4.000 m2) e que está já em funcionamento, tendo sido a primeira face visível deste projeto, que no total irá oferecer à cidade de Évora e concelhos adjacentes uma Área Bruta Locável de 26.500 m2.