Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Colisão mata dois

30.04.11 | barak

Uma noite de boémia acabou ontem em tragédia para dois dos cinco amigos que viajavam numa viatura ligeira entre Redondo e Évora. Pedro Costelas, 24 anos, teve morte imediata, ao ficar decapitado na sequência de um brutal choque lateral com outro veículo. Rafael Silva, 21 anos, morreu a caminho do hospital. Os outros três ficaram feridos, bem como a condutora do outro veículo.

 

 

O sinistro ocorreu pelas 09h22 na EN254. O grupo de rapazes, que tinha estado a divertir-se em Évora durante a madrugada, decidiu ir tomar o pequeno-almoço ao Redondo. Segundo testemunhas locais, os jovens abandonaram um estabelecimento sem pagar a conta - que incluía várias cervejas - e partiu em alta velocidade no Opel Corsa em direcção a Évora.

"Ainda os vi a contornar a rotunda à saída da vila em duas rodas e quase que bateram num cruzeiro. Encontrei-os poucos quilómetros depois já num cenário horrível", referiu Luís Costela, funcionário dos reboques Serrano, um dos primeiros a deparar-se com o acidente. Este homem, que chamou o socorro, relatou depois o que viu no local. "As peças dos carros ainda rebolavam no alcatrão. Estavam dois rapazes no chão e um outro decapitado numa valeta, a cerca de 20 metros dos carros. A cabeça estava aos pés da condutora do outro carro [Renault Clio]. A jovem estava em choque", disse.

Segundo a GNR, a sinistrada não conseguiu evitar a colisão lateral com o carro dos jovens, que já vinha em despiste e em contramão.

A condutora, Teresa Santos, enfermeira no Hospital de Évora, seguia para casa, no Redondo, depois de fazer o turno da noite. Fracturou um dedo e já teve alta. O condutor do outro veículo, Fábio, bem como o outros dois amigos, ambos feridos graves, abandonaram também o hospital durante a tarde.