Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Como o tempo passa em Évora...

26.09.08 | barak

Évora Fórum deverá abrir no início de 2007

A Comissão Regional do Alentejo Central já concedeu a licença comercial ao Évora Fórum, o que marca o ponto de partida para a abertura deste complexo comercial que deverá ficar pronto no início de 2007.Segundo informações avançadas pela empresa promotora do empreendimento, citada pelo Jornal de Negócios, os trabalhos preparatórios para a construção do novo centro vão ter início no próximo mês de Outubro, para que a sua inauguração possa ser possível dentro de ano e meio.

O projecto tem uma área bruta locável comercial de cerca de 12 mil metros quadrados, terá cinco salas de cinema com capacidade para 600 espectadores e cerca de 60 lojas. O complexo irá também dispor de um parque de estacionamento com capacidade para mil viaturas.

O empreendimento irá contribuir para a criação de 600 postos de trabalho, prevendo-se um investimento na ordem dos 30 milhões de euros.

Notícia de Setembro de 2005...

 

Segundo noticia o Diário Económico, os shoppings estão a apostar em modificações e ampliações dos espaços comerciais já aprovados para não se submeterem ao processo de autorização no âmbito do novo regime de elicenciamento comercial.

As expansões, que carecem apenas de uma autorização camarária, têm sido sido frequentes recentemente. O Diário Económico dá como exemplo a parceria entre a Jerónimo Martins e a Multi Development para ampliar o Feira Nova de Évora e transformá-lo num empreendimento composto por centro comercial e um retail park, num investimento avaliado em 70 milhões de euros. A parceria contempla ainda a expansão dos hipermercados Feira Nova de Santa Maria da Feira e de Sintra.

Também a Sonae Sierra tem, segundo aquele jornal, um projecto de modificação do centro comercial Modelo de Évora, que prevê a mudança de localização e ampliação da área de vendas já aprovada para uma área bruta locável de 19.935 metros quadrados.Muito recentemente, a Sonae Sierra inaugurou o RioSul Shopping no Seixal, que resultou da ampliação do centro comercial Continente.

Notícia de Abril de 2006

 

Apesar de existir um estudo, realizado para a C.M.Évora, que confirma a viabilidade de apenas um centro comercial de grandes dimensãoes na cidade, os investidores que já se mostraram parecem não acreditar e muito menos desistir das suas apostas na capital do Alentejo.

O futuro centro comercial Évora Retail Park conheceu esta semana desenvolvimentos, com a entrada em fase de consulta pública do Estudo de Impacte Ambiental.
Segundo o documento, estão previstos dois blocos comerciais, ocupando uma área total de 81 mil metros quadrados.
O Évora Retail Park vai ter um total de 15 lojas e 760 lugares de estacionamento, sendo o Hipermercado Feira Nova a empresa âncora.
O novo centro comercial promete captar investimento privado para o concelho, estimando criar 215 novos postos de trabalho directos.
O projecto vai nascer na Quinta do Vale Vazios, na freguesia da Malagueira, junto à estrada nacional 114.

Notícia de Outubro de 2007

 

17-mai-2007
O centro comercial previsto para a freguesia da Horta das Figueiras, em Évora, tem novos avanços, sendo que entrou recentemente em fase de consulta pública o seu Estudo de Impacte Ambiental.
Segundo o documento, o Figueiras Retail Park terá capacidade para 1000 lugares de estacionamento, sendo 740 em parque subterrâneo.
Estão previstos restaurantes, um espaço para oficina automóvel, assim como uma zona de eventos e exposições.
O novo centro comercial, que promete 771 postos de trabalho directos, pretende atingir habitantes até 30 minutos do local, num total de 74 mil pessoas.
A abertura do Figueiras Retail Park está prevista para Outubro de 2008, sendo que a empresa promotora pretende iniciar as obras durante o mês de Julho.
A sua localização será junto ao mercado abastecedor, à saída para Beja.

Notícia de Maio de 2007

 

 

Sonae Sierra apresenta o seu projecto de centro comercial e lazer para Évora

  • Novo empreendimento incorporará a actual Galeria Modelo de Évora, reduzindo assim, de forma acentuada, a pressão sobre o comércio local

A  Sonae  Sierra,  especialista  em  centros  comerciais,  tem  em  fase  de  licenciamento  a construção de um novo centro comercial e de lazer na cidade de Évora, empreendimento que representará um investimento previsto de € 60 milhões e a criação de cerca de 1000 postos  de  trabalho,  contribuindo,  de  forma  decisiva,  para  modernizar  e  aumentar  a qualidade da oferta nas áreas do comércio e do lazer em toda a região.

O futuro centro comercial e de lazer da Sonae Sierra resulta do processo de deslocalização e expansão da actual Galeria Modelo de Évora, reduzindo assim, de forma acentuada, a pressão sobre o comércio local.

De facto, do total de  95 lojas previstas para o empreendimento e distribuídas por uma área brutal locável (ABL) de 25.310 m2, apenas 65 lojas serão verdadeiramente novas e o acréscimo de área comercial criado pelo novo centro não deverá ultrapassar os 12.000 m2, muito abaixo das áreas anunciadas por outros operadores para os seus projectos na mesma cidade.

Acresce  que,  no  cumprimento  de  uma  estratégia  fulcral  para  o  sucesso  dos  seus empreendimentos, a Sonae Sierra promoverá ainda, junto dos investidores/lojistas locais, a concessão de condições preferenciais de acesso ao futuro centro comercial e de lazer. A repetirem-se os valores médios verificados noutras localidades, é de crer que também em Évora venhamos a ter 25% a 30% dos lojistas oriundos de projectos locais de investimento, quer através de marcas próprias, quer através de franchisings.

Porque se trata de um projecto assente num profundo estudo de viabilidade económica condição imprescindível a qualquer empreendimento da Sonae Sierra - e no vasto knowhow do seu promotor, o futuro centro comercial e de lazer de Évora constituirá por certo um pólo de atracção não só para as insígnias nacionais e internacionais mais prestigiadas, mas também para muitos novos visitantes das regiões limítrofes, contribuindo assim para aumentar o tráfego de potenciais clientes junto do comércio tradicional do centro da cidade.

Parque Verde com 60.000 m2 e certificação desde a fase de obra

Com abertura ao público prevista para dois anos após a concessão das necessárias licenças de construção, o futuro empreendimento vai ser implantado num terreno com uma área total de  162.000 m2, sendo que a área de implantação do edifício é de 23.500 m2. De salientar que a Sonae Sierra irá submeter a autorização camarária a construção de um Parque Verde com  60.000 m2 na zona circundante do centro, área essa especialmente destinada ao lazer dos visitantes e dos próprios habitantes de Évora.

Possuidora de uma vasta experiência espelhada na detenção de 39 centros comerciais em Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Brasil, bem como na gestão de mais de 2 milhões de m2 de área brutal locável (ABL) com mais de 7100 lojistas que atraíram mais de 400 milhões de  visitantes  em  2005,  a  Sonae  Sierra  está  apostada  em  fazer  do  seu  futuro  centro comercial e de lazer de Évora um novo caso de sucesso, oferecendo múltiplas vantagens aos seus potenciais clientes e ao próprio comércio já instalado na região.

Para  tanto,  a  Sonae  Sierra  não  poupará  esforços  no  sentido  de  dotar  o  futuro empreendimento das condições de excelência ao nível da inovação, qualidade, segurança e desempenho ambiental que constituem a imagem de marca dos projectos da empresa.

Daí que o projecto do centro comercial e de lazer de Évora cumpra, desde a fase de concepção, os mais rigorosos critérios de qualidade e respeito pelo ambiente à luz de um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) que assegurará a certificação desde a fase de obra até à fase de operação. Refira-se que o SGA da Sonae Sierra foi recentemente certificado de acordo com a norma ISO 14001:2004, facto que garante vantagens significativas ao novo centro em termos de protecção ambiental e de excelência de serviço, contributos a que os eborenses não ficarão por certo indiferentes.

Notícia de Julho de 2006

 

Cinco projectos que fariam de Évora a capital do comércio a sul de Lisboa, já alguém viu começar alguma obra???

Pois é, assim passa o tempo em Évora...