Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Comunicado da Opus Gay - Inauguração em Évora do projecto “Alentejo de Diversidades”

12.01.11 | barak

Num momento em que a sociedade civil atravessa dificuldades, com a crise social, e no contexto da morte trágica de um cidadão conhecido, vítima de violência doméstica e de homofobia, a Opus Gay inaugura hoje em Évora, ao meio dia, com a presença da Secretaria de Estado da Igualdade, Drª Elza Pais, no salão nobre da Câmara Municipal de Évora, o seu projecto “Alentejo de Diversidades”, contra a homofobia e a violência doméstica, apoiado pelo QREN, pela CIG e pela CME.

Este é a aplicação da nossa teoria de que devemos incentivar as políticas de proximidade   com os Poderes Locais, trabalhar em prol da luta pela Cidadania, pela integração social, e pela Igualdade, factores que devem ser implementados, não só para uma maior qualidade de vida das pessoas, mas também porque são, por si próprios, investimentos no território do tecido social e produtivo.

No Alentejo, terra deprimida há muitos anos, não é fácil implementar projectos destes, mas a Opus Gay - que não teme a campanha intimidatória homofóbica que grassa agora entre nós, aproveitando a procura de bodes expiatórios numa altura difícil para a sociedade portuguesa - vai determinadamente, encetar  um diálogo, aberto com todos os cidadãos eborenses e alentejanos, para uma maior consciencialização dos direitos de cada um, e para fazer sentir que a violência doméstica e a homofobia têm de ser paulatinamente irradicadas da sociedade portuguesa, como sinal de progresso, e de melhoria da Democracia Social que defendemos.

Convidamos os orgãos de informação nacionais, e locais a estarem presentes ao acto e a difundir este projecto.

Atentamente, somos,
António Serzedelo - Presidente da Opus Gay
João Martins da Cunha vice-Presidente e gestor do projecto