Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Beja perde ligação directa a Lisboa por comboio

05.01.11 | barak

A cidade de Beja vai perder as ligações ferroviárias directas (Beja-Lisboa e Lisboa-Beja) que existiam antes das obras de beneficiação da Linha Ferroviária do Alentejo. A partir de Maio as ligações à capital obrigam a uma paragem. Os passageiros com origem ou destino a Beja terão que efectuar transbordo na estação de Casa Branca para o intercidades que faz a ligação Évora – Lisboa e Lisboa-Évora. A CP assegura 5 ligações diárias Beja-Lisboa e Lisboa – Beja mas os passageiros são forçados a aguardar pelo intercidades de Évora em Casa Branca. As ligações entre Beja-Casa Branca e Casa Branca-Beja serão asseguradas por uma composição a Diesel pois a Linha não é electrificada em toda a sua extensão. A proposta em estudo, a que a Rádio Pax teve acesso, prevê novas paragens em Alvito e Alcáçovas que se juntam às anteriormente existentes em Cuba e Vila Nova da Baronia. A CP está a estudar os horários com as autarquias. O tempo de espera em Casa Branca para transbordo ronda, em média, 5 minutos.
Na última Assembleia Municipal de Beja Jorge Pulido Valente, presidente da Câmara de Beja, considerou que a demora no transbordo não é um problema “significativo” dados “os ganhos noutras áreas”.

A Rádio Pax tentou em vão obter esclarecimentos da CP sobre as ligações, horários e composições que circularão a partir de Maio entre Beja -Lisboa e Lisboa-Beja.