Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Rotunda desesperante

04.01.11 | barak

Esta cidade está cheia de epopeias. Uma das últimas é a rotunda da avenida de Lisboa com a estrada das piscinas. Já ninguém aguenta tanta obra. Ninguém percebe por onde andar. Ninguém sabe que faixa de rodagem escolher.

A obra, a que o 40 graus se referirá a partir de agora por “a coisa”, dada a dificuldade de entender aquilo, deve ter começado no verão e ainda perdura. Perdura, porque depois de concluídos os trabalhos no final da semana passada, esta semana foi lá uma máquina partir parte da… coisa.

Não há dúvidas que uma rotunda naquele local é fundamental para o descongestionamento do trânsito na rotunda das Portas da Lagoa, estrada de Arraiolos ou até da rua de Chartres. Portanto o problema não está na solução. Está na forma.

Logo à partida a coisa fazia confusão. “De que forma vão aqui fazer isto?”, perguntava o povo nas conversas de café. Passaram semanas e fizeram metade. Passaram semanas e fizeram a outra metade. Mais uma semanita ou duas e fizeram a redução da via de duas faixas para faixa e meia no sentido Lagoa-Alconchel. Fizeram um “éssezito” tipo “chicane” de Fórmula 1, no sentido Alconchel-Lagoa.

Os carros por ali andam, bailando de faixa em faixa, sem perceberem como hão-de circular.

Esta semana parece que estão a desmanchar a “chicane”. Não se sabe se por necessidade ou estética. Se for necessidade ainda se pode compreender. Se for uma questão estética, então está tudo entornado, porque estética a coisa não tem nenhuma.

E prá semana, o que estará projectado para aquela coisa? Será que ainda passam com uma estrada por cima da rotunda? EXPLIQUEM-NOS que queremos saber!

in REGISTO, 30 Dezembro 2010