Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Évora: Autarca considera “insustentável e inviável” atual sistema de abastecimento de água

30.12.10 | barak

O atual sistema multimunicipal de abastecimento de água gerido pela empresa Águas do Centro Alentejo é "insustentável e inviável" para o município de Évora.
A afirmação é do presidente do município, José Ernesto Oliveira, em entrevista à DianaFm.
"O sistema foi concebido para servir à volta 150 mil pessoas, o que acontece é que com a não entrada de alguns municípios ficou logo reduzida a pouco mais de 90 mil, desses, 60 mil são de Évora", disse, concluindo que "60 por cento do orçamento da empresa é suportado pelo município de Évora".
De acordo com o autarca, o município "paga cerca de 500 mil euros por ano à Águas do Centro Alentejo e recebe de renda da utilização do equipamento municipal (estação e condutas) 60 mil euros.
"A difícil situação económica e financeira que a câmara municipal atravessa é, em boa parte, da responsabilidade das Águas do Centro Alentejo", disse José Ernesto Oliveira.
Adiantou ainda que "da dívida de curto prazo da Câmara de Évora perto de 58 por cento é às Águas do Centro Alentejo e da dívida geral município 33 por cento é aquela empresa".