Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

olharevora

Um olhar crítico/construtivo sobre a cidade de Évora

Câmara de Évora rejeita 3 corredores ferroviários apresentados pelo governo e insiste num 4º traçado com ligação ao IP2

14.05.18 | barak

Na reunião extraordinária de hoje, dia 14 de maio, a Câmara Municipal de Évora (CME) aprovou um parecer camarário referente à discussão pública do estudo de impacto ambiental do troço ferroviário junto à cidade de Évora (Évora/Évora Norte).

Desta forma, a tomada de posição da CME conclui que se deve abandonar o Corredor 0, que atravessava a cidade e foi objeto de contestação geral, a par da rejeição do Corredor 1, que ainda atravessa parte da cidade.

Por outro lado, o parecer camarário prevê a identificação dos impactos negativos dos Corredores 2 e 3, ainda que ultrapassem os principais problemas de atravessamento da cidade. Ao mesmo tempo que reforça a necessidade de insistência na reconsideração do Corredor 4, que no fundo é o antigo Corredor 3, que acompanha o IP2, que a Infraestruturas de Portugal não verteu para o Estudo de Impacte Ambiental e que supostamente “minimizava os impactos ambientais, económicos e sociais da ligação ferroviária”, segundo a CME.

A CME defende ainda a necessidade de incluir uma estação/cais ou zona logística de mercadorias no mesmo troço, que contribuía para o desenvolvimento de Évora e da região. Assim como a sugestão de elaboração de um estudo sobre a possibilidade de uma variante à cidade que afaste mercadorias perigosas sem pôr em causa a ligação ferroviária.

Este parecer foi aprovado por maioria, com duas abstenções do PS, explicando que tal decisão se deveu a questões formais e não de conteúdo.

O Estudo de Impacte Ambiental da ligação ferroviária entre Évora e Évora Norte - Variante de Évora, que esteve em discussão pública até ao dia de hoje, faz parte do processo de licenciamento único de ambiente, conduzido pela Agência Portuguesa do Ambiente.

 

 

in Rádio Campanário

Transportes e Estacionamento em Évora

14.05.18 | barak

Um post de 2014 que continua tão atual como então...

 

Trasnsportes e Estacionamento (PRIORIDADES):

 

. Pressionar o governo no sentido de concluír a rede viária principal do concelho, nomeadamente: 

 

- Conclusão do IP2 entre São Manços e o nó Évora Nascente da A6

- Construção do IC33 entre Évora e Sines

- Duplicação das vias na N114 entre o nó Évora Poente da A6 e o início da área urbana junto ao ÉvoraHotel

- Duplicação das vias na N18 entre o nó Évora Nascente da A6 e o início da área urbana (entrada de Estremoz)

 

. Construção da Variante Norte a Évora

 

. Repavimentação de vias degradadas em todo o concelho

 

. Reconfiguração das vias de acesso às freguesias do Bacêlo e Canaviais, tornando-as vias urbanas com passeio para peões

 

. Parque de estacionamento subterrâneo junto à Porta de Alconchel

 

. Parque de estacionamento subterrâneo junto à Porta de Aviz

 

. Requalificação de todos os parques de estacionamento municipais

 

. Colocação de semáforos no cruzamento junto à Rodoviária do Alentejo (Avª São Sebastião)

 

Estas são as prioridades, muito mais há a fazer...