Domingo, 30 de Outubro de 2011

Imaginarium reforça aposta em Portugal com novas lojas

Grupo de brinquedos abre novos espaços em Lisboa e Braga. Évora e Setúbal estão em estudo.

A Imaginarium, marca de brinquedos de origem espanhola, continua a apostar na expansão em Portugal e inaugura hoje a segunda loja de rua no mercado nacional. O director da área de retalho ibérico, Carlos Rufat, admite ao Diário Económico que a loja do Chiado, em Lisboa, representa um grande salto no negócio da empresa, que até ao final do ano irá abrir mais uma espaço.

"Com esta abertura, queremos dizer ao País que oferecemos o melhor produto, serviço e experiência do mundo no sector dos brinquedos. E que agora, mais do que nunca, confiamos em Portugal", explica Carlos Rufat.

A comprovar essa aposta no mercado nacional está, de acordo com o mesmo responsável, a abertura de mais uma loja em Portugal até Dezembro. "Vamos abrir, no final do ano, uma nova loja em Braga no projecto Liberdade Street Fashion, um projecto urbano ", avança o director da área de retalho ibérico da Imaginarium.

Apesar de assumir que, com as actuais 37 lojas, já tem cobertura nacional - 17 próprias e 20 em regime de ‘franchising' -, o grupo quer estar mais próximo dos clientes. "Há localizações onde gostaríamos de estar, como o arquipélago dos Açores", confessa Carlos Rufat. 
Este objectivo poderá ser concretizado já em 2012 se os contactos com potenciais ‘franchisados' chegarem a bom porto. O mesmo responsável assume que estão a ser estudadas oportunidades de negócios em Évora e Setúbal.

A marca está a apostar num novo conceito de lojas, com mais espaço (cerca de 150 metros quadrados) e um novo ‘layout'. Carlos Rufat explica que este conceito é "mais amplo, mais experiencial e onde a loja comunica melhor o que somos e o convidado está mais em contacto com o produto". As lojas do Colombo, Cascais, Almada, Montijo, Chiado, Norte Shopping e Braga já estão de acordo com este novo modelo.

O mesmo responsável admite que a conjuntura económica e as dificuldades de financiamento são uma forte barreira para os negócios. No entanto, garante que, "num clima financeiro adverso, o valor do investimento do grupo em Portugal nos últimos dois anos está acima dos 1,5 milhões de euros, o que é uma clara prova da confiança em Portugal e no novo modelo de loja".

Sobre a concorrência das grandes superfícies, o gestor mostra-se tranquilo, já que "os brinquedos são o nosso mundo, tudo o que fazemos é a pensar em oferecer às crianças o melhor produto possível, com a máxima qualidade, ao melhor preço. As outras alternativas são outro mercado completamente diferente".

publicado por barak às 15:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011

Ouro: Autarca de Évora destaca importância de projeto de exploração

A vantagem é permitir criar postos de trabalho
O presidente da Câmara de Évora, José Ernesto Oliveira, destacou hoje a importância do projeto de exploração experimental de ouro em duas freguesias nos concelhos de Évora e Montemor-o-Novo, por permitir a criação de novos postos de trabalho. 

Em declarações à agência Lusa, o autarca alentejano considerou “positiva” a fixação de “mais uma empresa de grande dimensão” no concelho, sublinhando que “a exploração mineira é sempre muito significativa em termos de postos de trabalho”. 

“É sempre bom, particularmente, neste momento difícil em que vivemos ter empresas que vêm explorar não só os nossos recursos, mas, acima de tudo, criar riqueza e postos de trabalho, que é o mais importante”, vincou. 

José Ernesto Oliveira considerou que “é mais uma demonstração” que o concelho de Évora “continua a ser altamente competitivo e a ter potencialidade para a fixação de empresas”, acrescentando também que se trata de “um sinal de esperança para a população” do concelho. 

A empresa canadiana Colt Resources assina, a 02 de novembro, os contratos com o Governo português para avançar com a exploração experimental de ouro nas freguesias de Santiago do Escoural (Montemor-o-Novo) e Nossa Senhora da Boa Fé (Évora). 

O anúncio de um novo contrato de concessão de ouro no Alentejo, a formalizar na “próxima semana”, foi feito hoje, no Parlamento, pelo ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira.
 
publicado por barak às 14:37
link do post | comentar | favorito

Comércio: Évora inaugura na próxima semana retail park e lança primeira pedra de centro comercial

Évora, 27 out (Lusa) -- O Évora Retail Park é inaugurado a 03 de novembro e os promotores lançam ainda, no mesmo dia, a primeira pedra do centro comercial Évora Shopping, ambos integrados num complexo comercial de 60 milhões de euros.

A EVRET, "joint-venture" entre a Imorendimento e a Madford Developments, revelou hoje que a cerimónia de inauguração do retail park da cidade alentejana decorre às 17:00.

O mesmo evento "ficará também assinalado pelo lançamento da primeira pedra para a construção do Évora Shopping", que vai ser "o primeiro centro comercial" da região, realçaram os promotores.

publicado por barak às 14:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

Évora: Central começa a ser construída para tratar resíduos de 19 concelhos do Alentejo

Uma nova central de tratamento mecânico e biológico de compostagem começa a ser construída hoje, em Évora, para tratar os resíduos sólidos urbanos de 19 concelhos do Alentejo, num investimento de 16 milhões de euros.
Desenvolvida em conjunto pelas empresas intermunicipais GESAMB e Resialentejo e pela Associação de Municípios do Alentejo Central (AMCAL), a unidade, a construir na área do aterro de Évora, vai ter uma capacidade de tratamento de cerca de 113 mil toneladas por ano de resíduos sólidos urbanos.
A central vai “tratar os resíduos que não são depositados nos ecopontos, conseguindo retirar-lhes os materiais que têm valorização e evitando que estes sejam depositados em aterro, o que tem custos muito elevados”, explicou à Lusa a diretora geral da GESAMB, Cátia Borges.
De acordo com a mesma responsável, a central vai permitir a separação dos vários tipos de materiais dos resíduos indiferenciados, reencaminhando os plásticos para reciclagem e os restos de comida para produzir composto.
“Muito deste resíduo é água que acaba, neste processo, por evaporar-se, o que permite reduzir para cerca de metade aquilo que neste momento se está a depositar em aterro”, disse a diretora geral da GESAMB.
No final do processo, acrescentou, o refugo deste tratamento mecânico e biológico, que já não vai para o composto nem para reciclagem, pode ser aproveitado para produzir combustível derivado de resíduos.
“Assim, só cerca de 25 por cento do lixo que dá entrada na central é que será depositado em aterro”, frisou Cátia Borges.
Os trabalhos de desmatação e de terraplanagens para início da construção da central vão começar hoje, estando prevista a sua entrada em funcionamento no início de 2013, com um período de testes de afinação, mas a atividade em pleno só arrancará seis meses depois.
O projeto foi comparticipado em 50 por cento por fundos comunitários, através do Programa Operacional de Valorização do Território (POVT), sendo os restantes 50 por cento divididos pelas três entidades em função dos resíduos que cada uma tratar.
A GESAMB é a responsável pela gestão e exploração do Sistema Intermunicipal de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos do Distrito de Évora (SIRSU), integrando 12 dos 14 concelhos do distrito, enquanto a AMCAL abrange Alvito, Cuba, Vidigueira, Portel e Viana do Alentejo.
Já a Resialentejo, empresa intermunicipal de gestão de resíduos de Beja, é composta por oito municípios daquele distrito.
publicado por barak às 20:01
link do post | comentar | favorito

Marca B&B abre hotel no Porto Évora será o segundo hotel de sete no País

Presstur 17-10-2011 (18h34)A marca hoteleira B&B abriu no Porto a primeira das sete unidades previstas para Portugal nos próximos dez anos, num investimento de sete milhões de euros do grupo Endutex, sendo Évora a segunda na lista, já em 2012.
O 2-estrelas Hotel B&B Porto Centro localiza-se em plena baixa histórica, no edifício que remonta a 1897 e que em tempos acolheu o Cinema Águia d’Ouro.

O projecto da nova unidade recuperou a fachada da década de 1930 e o charme centenário edifício, abandonado há mais de 20 anos prevendo-se que venha a ter uma "importância vital na atracção de turistas e outros visitantes à Baixa, o que permitirá dinamizar o comércio local e contribuir para a valorização e revitalização da zona envolvente, em particular, da Praça da Batalha", diz um comunicado.

O Hotel B&B Porto Centro disponibiliza 125 quartos em seis pisos, entre individuais, duplos, familiares e para pessoas de mobilidade condicionada, permitindo vistas para Santo Ildefonso e para o jardim. Os quartos são "confortáveis e elegantemente decorados", com casa de banho privativa, plasma com 70 canais, ar condicionado e insonorizados. Os clientes podem usufruir de wi-fi gratuito e ilimitado em todo o hotel, serviço de buffet pequeno-almoço, parque de estacionamento privado, jardim e recepção 24h.

O hotel é totalmente não fumador e usa equipamentos com eficiência energética.

publicado por barak às 20:00
link do post | comentar | favorito

Évora: Rodoviária do Alentejo e TREVO lançam passe combinado

A Rodoviária do Alentejo e a Trevo, empresa de Transportes Rodoviários de Évora, vão lançar um passe combinado com o objetivo de facilitar a vida às pessoas que diariamente se deslocam entre a periferia e a cidade.
A integração tarifária destes dois operadores permitirá aos seus utilizadores viajar com um único título, dentro e fora da cidade de Évora.
Através de um cartão único que pode ser recarregado a bordo de qualquer autocarro da Rodoviária do Alentejo, cuja origem ou destino seja Évora, o passe combinado estará disponível a partir de dia 21 deste mês.
publicado por barak às 19:59
link do post | comentar | favorito

Évora: Oposição CDU desafia executivo camarário PS a apresentar proposta de saneamento financeiro

A oposição comunista na Câmara de Évora desafiou o executivo PS a apresentar uma proposta de saneamento financeiro que permita regularizar as dívidas aos credores, que ascendem a mais de 70 milhões de euros.
Numa conferência de imprensa, que serviu para fazer o balanço da primeira metade do atual mandato autárquico, o vereador da CDU Eduardo Luciano mostrou-se preocupado com a situação financeira do município, por estar a “atingir níveis de verdadeiro descalabro”.
“A Câmara de Évora tem hoje uma dívida superior a 70 milhões de euros, está em muitas das suas atividades paralisada, não paga a tempo e horas aos seus fornecedores e tem prazos de pagamento superiores a um ano”, exemplificou Eduardo Luciano.
Revelando que a autarquia “deve mais de 700 mil euros às juntas de freguesia, dos protocolos de transferência de competências”, o eleito comunista afirmou que algumas vivem “situações dramáticas”, em que os presidentes “andam de volta dos serviços municipais para poderem pagar salários” aos funcionários.
“Esta gestão tem vindo a agravar esta incapacidade de responder aos seus compromissos com as juntas de freguesias, fornecedores e com os agentes culturais, sociais e desportivos”, afirmou, advertindo que alguns “já estão a despedir pessoas”.
Eduardo Luciano criticou a “atitude” do executivo PS perante as dificuldades financeiras, por não as reconhecer, considerando que “é uma resposta de demissão daquilo que devia ser o papel da câmara”.
“Não estou a afastar as dificuldades que são óbvias e que existem. O que critico é a atitude do não há nada a fazer e do vamos esperar que passe”, disse o vereador da CDU, defendendo que “é essencial o saneamento financeiro da câmara”.
Caso o município não avance para esta solução, Eduardo Luciano avisou que a câmara pode “ter de declarar uma situação de desequilíbrio financeiro estrutural”, comprometendo a sua autonomia política durante muitos anos.
O presidente da Câmara de Évora, o socialista José Ernesto Oliveira, escusou-se a tecer qualquer comentário sobre o teor da conferência de imprensa do vereador comunista.
publicado por barak às 19:56
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Se eu fosse presidente da...

. Évora: Pais e alunos cont...

. Paulo Macedo garante anal...

. Polémica: Autarca de Évo...

. M'ar de arAqueduto. Uma e...

. Requalificação do IP8 e I...

. Évora renegociou contrato...

. Alentejo tem novo canal d...

. Évora: Embraer amplia áre...

. FAM - PCP culpa PS por mu...

.arquivos

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Janeiro 2014

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds